Home / POLÍCIA - MP - JUDICIÁRIO / Assaltos na orla da praia são cada vez mais frequentes em Peruíbe
Joomla extensions, Wordpress plugins

Assaltos na orla da praia são cada vez mais frequentes em Peruíbe

Da Redação

Wagner de Paula fazia seu passeio matinal de bicicleta pela ciclovia da avenida beira mar em Peruíbe na data de ontem, 2, quando encosta uma moto com um piloto solitário. Parecia que ia pedir uma informação, mas não – era um assalto. Com revólver em punho pediu o relógio, e saiu em disparada. Por sorte não levou o celular ou mesmo a bicicleta, mas o prejuízo foi de quase mil reais.

Este é apenas mais um relato das dezenas, talvez centenas de assaltos que vêm sendo praticados contra pedestres e ciclistas em Peruíbe e que não entram nas estatísticas oficiais. Os bandidos, geralmente jovens aparentando a menor idade, já não escolhem hora para roubar. O que antes era somente à noite ou madrugada, agora eles até se permitem acordar mais cedo para “trabalhar”.

A vítima não registrou ocorrência. Ele entra nas estatísticas extraoficiais daqueles que não acreditam no poder da polícia em coibir a proliferação da bandidagem, e resolvem amargar o prejuízo sem se preocuparem com mais um aborrecimento que é o de comunicar o fato à autoridade policial.

O Boletim de Ocorrência é importante

Independente de se a polícia vai ou não prender o ladrão e recuperar o objeto roubado, a comunicação do crime – seja furto ou roubo – é extremamente importante. Aliás, o ladrão conta justamente com isso: que não se comunique o fato à polícia, porque quanto menos registros de assaltos houverem nas estatísticas oficiais menos ações preventivas são tomadas pelas autoridades. E, se as estatísticas não apontarem o aumento da criminalidade, o governo estadual muito certamente reduzirá envio de efetivo, viaturas, combustível, recursos outros para que a polícia possa trabalhar. E sem efetivo, viaturas, combustível, os próprios policiais locais também não terão como se movimentar em favor da sociedade.

A recomendação, portanto, é sempre comunicar o roubo através de um registro policial, seja na polícia militar ou na delegacia de polícia civil.

Até que este estado lastimável de coisas recrudesça, o melhor que você que gosta de dar seu passeio matinal na orla faça é tomar algumas medidas de precaução, como não ostentar joias, relógios, celulares, máquinas fotográficas ou outros aparelhos eletrônicos. Se for passear de bicicleta – e principalmente se ela for de um modelo caro – nunca vá sozinho. Procure estar acompanhado de mais duas ou três pessoas. E sempre desconfie quando uma e principalmente duas pessoas desconhecidas vierem ao seu encontro. Seja de moto ou não. Atenção redobrada e seu passeio não contabilizará prejuízo.

Veja também

Próxima quarta, 31, Peruíbe se fará presente no “Dia do Desafio”

Da Redação (Com Assessoria da PMP) A 23ª edição do “Dia do Desafio” (Challenge Day, …

Peruíbe – Laudo de laboratório afasta suspeita sobre intoxicação alimentar em alunos

Da Redação O resultado de perícia laboratorial feita na alimentação fornecida pela Cheff Grill para …

Editorial – Termoelétrica – Por que (não) querê-la?

Quem dos senhores e das senhoras conheceu Ernesto Zwarg? Receio que poucos. Zwarg carregava sobre …

%d blogueiros gostam disto: