Home / POLÍCIA / Mulher estupra homem em rua de Praia Grande por ele ser atraente

Mulher estupra homem em rua de Praia Grande por ele ser atraente

Acusada teria sido abandonada pelo namorado e se disse carente a rapaz ‘bonitão’.

Foto/Reprodução: Investigação criminal
Photogallery – Mulher estupra homem em rua de São Paulo por ele ser atraente

Do Blasting News

Era mais um dia comum na vida de um estudante. Aos vinte e um anos, ele saia da faculdade e ia ara casa, em Praia Grande, Litoral de São Paulo, quando ao descer do veículo ele se deparou com uma desconhecida. Alegando carência, a mulher disse que acabara de ser largada pelo companheiro e fez uma exigência, que o rapaz ‘bonitão’ ficasse com ela. Ela queria que o estudante transasse com ele. Achando estranho, o estudante negou o pedido, disse para a desconhecida que ela deveria se acalmar e não se oferecer daquela maneira a um homem na rua. Ardilosa, a acusada então começou a ameaçá-lo. Mesmo sem nenhuma arma, a suspeita tinha uma condição que obrigou o estudante a transar com ela.

A moça carente, segundo informações da polícia, repercutidas pelo portal de notícias G1, disse para o seu novo alvo que, caso ele não aceitasse a sua ordem, começaria a gritar, dizendo que ele estava tentando estuprá-la. Naquele ponto, a garota já agarrava o homem, roçando-se nele. Em seguida, ela disse que morava perto dali e mandou o homem ir atrás dela. Ele então, mesmo morrendo de medo, começou a seguir-la. No meio do caminho, no entanto, a moça, munida de um fogo sem explicação, agarrou o rapaz e disse que a transa teria que acontecer no meio da rua. Ele novamente não entendia bem o porquê ela queria aquilo, mas dessa vez, acabou aceitando.

Atrás de um carro, os dois começaram a transar. A vítima disse que a mulher estava bêbada e que queria uma relação agressiva. Nisso, a camisinha estourou. Com medo, ele contou tudo para a mãe quando chegou em casa. A mãe, mais experiente, orientou o filho a ir em um hospital. O jovem então contou que foi estuprado e recebeu medicamentos para evitar doenças sexualmente transmissíveis. Por sorte, até o momento, ele não pegou nada grave. Mais tarde, o estudante teve que contar tudo para a polícia.

Os investigadores disseram ao G1 que esse tipo de história não é comum, mas que a estupradora está sendo procurada. Até agora, nada de acharem a moça. Onde ela estará?

TOKA DO LULA