Home / POLÍTICA / PPS não aceita convite do PSB. Mário Omuro é candidato a prefeito
CÍCERO IMÓVEIS
Joomla extensions, Wordpress plugins
POUSADA GAIVOTAS
MIRANTE FLAT HOTEL
TOKA DO LULA

PPS não aceita convite do PSB. Mário Omuro é candidato a prefeito

TELEXFREE - LECOSPINOLA
FECHE A PORTA PARA OS SPAMS!
Banner Futebol 468x60
Criador de sites Impress ly
EVERTON MEYER ADVOGADO
Mário Omuro e Julieta (centro) ao lado de vereadores e lideranças locais: bom trânsito em todas as correntes

Da Redação

Passados 20 anos depois que deixou a prefeitura, Mário Omuro vai enfrentar mais uma vez as urnas: ele será mesmo candidato a prefeito pelo seu partido, o PPS.

A decisão saiu há pouco, depois de longa reunião com a ex-prefeita Julieta Omuro, da qual participaram não só a liderança local do partido, como também os pré-candidatos a vereadores.

As especulações de última hora davam conta de que o PPS – e Mário Omuro – salvariam a situação da prefeita Milena Bargieri que chega há 10 dias de terminar o prazo para as convenções sem uma definição do vice que comporá a chapa com ela para as eleições deste ano.

O próprio Mário Omuro havia comunicado, em ligação para a Redação que, embora Gilson Bargieri viesse insistentemente assediando os candidatos do PPS, a união com a família Bargieri não era de seu agrado pessoal. Mas avisou: “se o partido decidir por este caminho, eu vou respeitar”.

Com o esfacelamento do grupo que chegou a procurar um caminho independente e que reunia cinco partidos (PT – PPS – PDT – PR – PSC), e com as definições já confirmadas das coligações do PSC com o PT, e dos PDT e PR com o PTB, o PPS acabou “sobrando”.

Dada a importância do partido que carrega os históricos nomes de Julieta e Mário Omuro, e ao cacife de sua agremiação de candidatos a vereadores, o PPS passou a ser a bola da vez na linha de assédio das coordenações das três campanhas já confirmadas. Toninho Góes (PT), Paulão (PTB) e Gilson Bargieri (PSB) empreenderam uma verdadeira batalha onde não faltaram promessas e ofertas para lá de irresistíveis.

“O que nos ofereceram resolveria o nosso problema pessoal de imediato”, confessou Mário Omuro. Mas ensina: “Nós temos que pensar no povo, temos que pensar em Peruíbe, em nossa cidade”, justificando por que resolveram dizer não para as “cantadas” recebidas.

Mário Omuro elegeu-se prefeito de Peruíbe em 1988, com 54% dos votos válidos. Antes havia sido candidato a prefeito em 1982. Foi candidato a deputado estadual em 1994 com expressiva votação, e, em 1996 tentou voltar à prefeitura, não logrando êxito. Elegeu-se vereador em 2004, e atualmente é suplente de vereador. Mário exerceu vários cargos nas esferas de governo estadual e federal, tendo largo trânsito nos meandros do poder.

TOKA DO LULA
DIB IMÓVEIS
CÍCERO IMÓVEIS
Joomla extensions, Wordpress plugins
JPG Fitness 728x90
TELEXFREE - LECOSPINOLA
Mala Corinthians 160x600

Sobre mrwash

Veja também

Conheça os principais doadores das campanhas para prefeito em Peruíbe

Da Redação Com a legislação eleitoral para este ano não permitindo doações de empresas (pessoas …

Três candidatos a prefeito têm registro indeferido pela Lei da Ficha Limpa

Da Assessoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) Em sessão plenária desta sexta-feira (23), o Tribunal …

Procurando, procurando e não acha? Experimente Americanas.com.

Relacionado

Joomla extensions, Wordpress plugins
Joomla extensions, Wordpress plugins
CAMPANHA ANTISPAM
MIRANTE FLAT HOTEL
%d blogueiros gostam disto: