MIRANTE FLAT HOTEL
Click here for more!
Home / EDITORIAIS / Funcionária fantasma: Seria o Toninho um frango expiatório?

Funcionária fantasma: Seria o Toninho um frango expiatório?

Esta febre de “Ghostbusters” que se instalou no âmago de meia dúzia de paladinos e paladinas que repentinamente apareceram, como que do nada, para defender a moral pública em Peruíbe, senão seja salutar pelo espanto que pode provocar em desmandantes e desmandados, me preocupa.

Sim. Eu que sempre consigo ver fantasmas onde eles aparentemente não existem, começo a ver um agorinha mesmo, e vejo-o eu tão somente, ao que parece, ficando este dito fantasma o mais invisível possível aos olhos dos cavaleiros andantes e das cavaleiras dedilhantes que têm se usado das redes sociais para promover a carnificina generalizada do frango e de seu maior vendedor em Peruíbe, o vereador Antonio Francisco Ricardo, alcunhado de Toninho do Frango.

Não. Aqui não segue uma tese de sociologia do frango. Nem é intenção deste articulista promover a defesa não autorizada do Toninho, a quem já dediquei algumas linhas em meu jornal impresso (quando o tinha) denominando-o de “Toninho da Banana”, e a quem aqui mesmo, neste blogue (e também nas redes sociais), já disse e reafirmo que Toninho, se pretendeu cometer um desvio de dinheiro público usando sua serviçal doméstica, não cometeu ele mais que uma sandice. Por saber que se sujaria por tão pouca coisa, com o perdão do espécime equino, foi burro.

Mas, será mesmo que foi?

Bem, mas o fato é que, porquanto isso me parece que hoje há mais gente sedenta por ver sua cabeça exposta numa bandeja e em praça pública, do que em resolver este problema enfrentando por Toninho do Frango e por sua empregada que de fantasma não tem nada, que, lembremos, não é nada pontual.

É justamente a insignificância do montante “desviado” por este triste fato que, segundo prejulgam seus algozes, mancha a honra e glória de Peruíbe, que me preocupa.

No que é que as vozes loucas se diferenciam das vozes roucas, e o que é ambas, umas e outras, querem e pretendem para que este caso tenha termo?

Ah, meus senhores, temo aqui com este fastasminha camarada que me assiste neste momento que o que querem os loucos e as loucas não é que tudo se resolva, e sim que torcem, mais do que os próprios envolvidos, para que a coisa termine mesmo na mais deliciosa pizza que algum pizzaiolo jamais ousou fazer. Não for assim, que outro assunto nós teríamos para comentar no Facebook ou no Twitter?

Postei ainda há pouco no próprio Face que o maior castigo para um político corrupto é aquele que o povo lhe dá nas urnas. Que o político tenha que pagar pelo que desviou, tenha que devolver o que desviou, tenha que responder pelo que ele cometeu, isso tem. No entanto não me parece que a crucificação pública de Toninho do Frango vá resolver todos os nossos problemas. Logo, se Toninho não é – nem poderia sê-lo – o Cristo, é bem possível que ele esteja sendo o bode expiatório da vez, ou, no caso, o frango expiatório.

Salvo melhor juízo – e suas contas de declaração de bens são públicas para me ratificar ou para me retificar – o que Antonio Francisco Ricardo tem de posses (pelo menos as que ele ostenta) não foram amealhadas por concurso de sua vereança. Aliás, ele só é vereador não porque seja Antonio Francisco Ricardo, mas porque é “Toninho do Frango”, apelido que ganhou por décadas a fio de dedicação diuturna e diária à sua barraquinha de frango na feira. Foi lá nas feiras de quinta e de domingo que Toninho se fez conhecido; é à feira que Toninho deve o que tem e o que é.

Que ele é um vereador acima da média em termos de esperteza, isto é. Mas José Pedro Gomes de Oliveira também é. Anielo Pernice Neto e Milton dos Santos também eram. Para ilustrar, estes quatro sabem (ou sabiam) da importância do cargo a que estavam investidos; eles sim sabem (ou sabiam) que o prefeito ou prefeita de plantão mais precisa deles que eles dos mandatários municipais. E se aproveitaram disso. E se aproveitam disso, os que vivos ainda estão.

Diante disso, não duvidaria que Toninho do Frango, em vindo a ser candidato a vereador novamente, novamente se reeleja. E é por isso que eu acho que o vereador Oliveira será o novo Oswaldo Linardi que ficou 30 anos na Câmara como vereador, e foi presidente do Legislativo por 10 vezes!

Os ataques sistemáticos sofridos por Toninho do Frango na mídia, nas redes sociais, no diz-que-diz-que das ruas não o têm feito outra coisa que rir. Ele mesmo já tem confidenciado que não está nem ai para o que vozes pouco ressonantes falam sobre ele, sobretudo na internet, ainda de acesso a tão poucas pessoas, a pouquíssimas pessoas. E repete que será candidato, e afirma que ganhará novamente. E eu não duvido.

E estaria rindo de toda esta situação o já folclórico Toninho do Frango porque está vendo que os caçadores de frango estão se atirando a esmo, às cegas, e com bacamartes cujos tiros dariam para derrubar um elefante, mas que não têm derrubado sequer o próprio frango.

Pois é. A loucura faz destas coisas. O ódio deixa as pessoas cegas. E o que os têm dedicado horas a fio, madrugadas adentro, a tentar cassar o mandato de Toninho do Frango, e a fazê-lo devolver algumas notas de cem reais para os cofres públicos não conseguem enxergar o tamanho do verdadeiro fantasma que – este sim – roubou, rouba e continuará roubando, senão nosso dinheiro, ao menos nossos sonhos.

E é este fantasma que me assusta pela astúcia de poder ter enviado ele, de repente, um frango a atravessar o rio para que, enquanto as piranhas se ocupam de devorá-lo, possa atravessá-lo, incólume, com sua boiada.

Washington Luiz de Paula

Sobre mrwash

Veja também

Para que tenhamos um representante digno

Relacionado

TV Online em seu PC – Clique aqui e faça um teste!

Relacionado

Um amanhecer de esperança para Peruíbe

Relacionado

Joomla extensions, Wordpress plugins
CAMPANHA ANTISPAM
COMBATA O SPAM. ADOTE A PORTA 587.
TOKA DO LULA
%d blogueiros gostam disto: